Síndrome do Intestino Irritável – o que é e como tratar

Por Farmácia Garrido
Síndrome do Intestino Irritável
novembro 18, 2021

A Síndrome do Intestino Irritável é uma doença funcional, já que não apresenta anormalidades estruturais e bioquímicas em exames laboratoriais e de imagem, de acordo com a Sociedade Brasileira de Motilidade Digestiva e Neurogastroenterologia (SBMDN). Confira este artigo até o final, e saiba mais sobre o assunto!

Talvez você também se interesse por este artigo – Prisão de Ventre – o que fazer?

O que é e o que causa a Síndrome do Intestino Irritável?

A Síndrome do Intestino Irritável (SII) é o nome dado a um conjunto de sintomas que normalmente envolvem dor e distensão abdominal, e a alternância de períodos de constipação e diarreia. Assim, um forte sinal que se está sofrendo com o problema, é notar alterações constantes no funcionamento intestinal.

A causa dessa Síndrome não se encontra totalmente esclarecida, mas a comunidade médica admite se tratar de um distúrbio multifatorial que relaciona alterações neurológicas e intestinais, ligadas a:

  • Fatores emocionais;
  • Dieta;
  • Medicamentos;
  • Hormônios.

Especialistas acreditam que a causa e o agravamento do problema estejam relacionados a uma hipersensibilidade visceral que pode ser agravada pela ingestão de certos alimentos – farinha branca, laticínios, feijão, chocolate, café, determinados adoçantes artificiais, algumas frutas e verduras, e refeições altamente calóricas – sendo necessária a ajuda de um nutricionista para traçar uma rotina alimentar adequada e que evite a piora da SII.

Síndrome do Intestino Irritável – sintomas

Os portadores da Síndrome do Intestino Irritável relatam desconfortos abdominais constantes seguidos de um ou mais dos sintomas a seguir:

  • Alterações do hábito intestinal – constipação ou diarreia;
  • Alívio total ou parcial da dor abdominal após a evacuação;
  • Distensão abdominal e gases.

Ainda de acordo com a Sociedade Brasileira de Motilidade Digestiva e Neurogastroenterologia, os sintomas podem ocorrer durante meses, e se confundem com os sintomas de outras afecções do trato gastrointestinal, o que dificulta o diagnóstico de SII.

Tratamentos para a Síndrome do Intestino Irritável

Assim como os sintomas e fatores desencadeadores da Síndrome do Intestino Irritável diferem de pessoa para pessoa, o tratamento também é assim. Confira a conduta normalmente aplicada a partir do diagnóstico de SII:

Mudança na alimentação

Como a alimentação está intimamente ligada com a piora do problema, após o diagnóstico clínico, é imprescindível que o paciente seja encaminhado a um nutricionista, o qual poderá orientar adequadamente em relação à dieta.

De um modo geral, é aconselhável evitar alimentos que produzem gases e causam diarreia, e é benéfico aumentar o consumo de fibras e de água ao observar episódios de constipação. Em alguns casos, o médico poderá orientar a administração de medicamentos.

Inclua mais fibras no seu dia a dia, de um jeito natural, prático e seguro – conheça o suplemento ByeBye, com fórmula exclusiva.

Medicamentos

Os medicamentos podem incluir, de acordo com a orientação de um médico em cada caso específico, laxantes, anticolinérgicos, antidiarreicos, antibióticos, antidepressivos e probióticos.

Psicoterapia

A psicoterapia também pode ser recomendada para auxiliar no tratamento, tendo em vista que a Síndrome do Intestino Irritável demonstra ter ligação com fatores emocionais. Grandes cargas de ansiedade e estresse podem agravar o problema, e as sessões de psicoterapia podem promover ótimos resultados.

Quando procurar auxílio médico?

Ao notar as alterações mencionadas anteriormente (de forma persistente), é necessário consultar um médico de confiança para uma avaliação cuidadosa do quadro. O diagnóstico da Síndrome do Intestino irritável é clínico, e alguns exames podem ser solicitados apenas para a exclusão de outras possíveis doenças. De acordo com a intensidade dos sintomas, o médico também poderá solicitar uma pesquisa de supercrescimento bacteriano do intestino delgado (SCBID).

Ao ser diagnosticada e abordada adequadamente, a Síndrome do Intestino irritável costuma ter boa remissão, sem causar complicações, permitindo uma boa qualidade de vida.

Fontes consultadas: Sociedade Brasileira de Motilidade Digestiva e Neurogastroenterologia (SBMDN) | Manual MDS | Hospital 9 de Julho.