Qual é o melhor colágeno para a pele e como suplementar

Por Farmácia Garrido
Qual é o melhor colágeno para a pele.
maio 19, 2021

O colágeno é uma proteína fibrosa estruturalmente importante para o corpo, presente na pele, cartilagens, ossos, tendões, ligamentos, artérias e camada córnea dos olhos. Sim, isso mesmo! Apesar de se falar muito sobre a sua importância para a jovialidade da pele, na verdade, o colágeno está presente em diversos órgãos, e atua oferecendo sustentação, elasticidade e resistência.

Essa proteína é sintetizada naturalmente pelo organismo, mas sobretudo a partir dos 30 anos, há uma redução gradual nessa produção, e aí, além de continuar priorizando uma alimentação nutritiva, especialistas apontam que a suplementação pode ser uma boa alternativa.

Mas não existe apenas um tipo de colágeno. A seguir, vamos destacar os principais tipos e também falaremos sobre a suplementação de colágeno para a pele.

Principais tipos de colágeno

Colágeno Tipo I: encontrado em maior abundância no corpo, este tipo forma fibrilas longas e grossas, e está ligado à saúde das juntas, manutenção da elasticidade da pele e também saúde das unhas e cabelos. A suplementação de colágeno do tipo I é indicada principalmente para finalidades estéticas e prevenção do envelhecimento precoce da pele.

Colágeno Tipo II: possui menor diâmetro que o tipo I. É predominante nas cartilagens, mas também está presente nos olhos e discos intervertebrais. A suplementação do colágeno tipo II é indicada na prevenção e auxílio no tratamento de doenças articulares, como a osteoartrite.

Colágeno Tipo III: é o segundo colágeno mais encontrado na pele, vasos, intestinos e útero, e a sua suplementação normalmente está associada a ganhos estéticos.

A pele e o colágeno

Com as alterações do metabolismo celular e degradação dos componentes que fazem parte da matriz extracelular dérmica, a pele vai perdendo a sua elasticidade e ficando cada vez mais sujeita à formação de rugas e linhas de expressão, promovendo um aspecto envelhecido, o que costuma ficar mais evidente a partir dos 50 anos, fase em que o colágeno produzido naturalmente pelo corpo consegue atender apenas 35% das suas necessidades, de acordo com estudos. Juntamente com outros fatores que levam ao envelhecimento, a pele vai ficando mais desidratada e flácida, os cabelos afinam e as unhas enfraquecem.

De acordo com um estudo publicado no Journal of Drugs in Dermatology, a suplementação de colágeno com o objetivo de manter uma boa condição da pele, de fato, possui benefícios em curto e longo prazo sobre a prevenção do envelhecimento cutâneo e cicatrização de feridas. Os dados também indicam que a suplementação oral melhora a hidratação, elasticidade e densidade do colágeno das células dérmicas.

O melhor suplemento oral de colágeno para a pele

Para a obtenção de bons resultados, é importante escolher um suplemento de colágeno hidrolisado de qualidade – o que significa que ele passou por um processo de quebra em moléculas menores, para uma melhor absorção pelo organismo.

Além do colágeno hidrolisado, atualmente é possível encontrar o colágeno altamente hidrolisado, produzido a partir de peptídeos bioativos de colágeno, apresentado em partículas ainda menores para absorção, demonstrando benefícios potencializados.

Há ainda, suplementos enriquecidos com vitaminas e minerais, que também são boas alternativas.

O suplemento oral pode ser em pó, cápsulas ou gomas, com sabor adicional ou neutro.

Apesar da suplementação ser totalmente segura, recomenda-se consultar um profissional habilitado para uma orientação direcionada, baseada nas necessidades específicas em cada caso, e também, verificando se já é o momento de começar a suplementação.

Fontes consultadas: Ibero Magistral | Revista Brasileira de Nutrição Funcional ano 15, nº 65, 2016 | Associação Brasileira de Nutrologia (ABRAN).