A Vitamina D e sua importância para a saúde

Por Farmácia Garrido
Vitamina D
fevereiro 8, 2022

A vitamina D é primordial para a saúde, atuando principalmente como reguladora do metabolismo ósseo e na prevenção de algumas doenças. Apesar de ficar conhecida como vitamina, na verdade trata-se de um pró-hormônio, e especialistas apontam para a importância da manutenção de seus níveis recomendados.

Aproveite para conferir os nossos produtos em destaque.

VITAMINA DO SOL!

A Vitamina D é conhecida como “Vitamina do Sol”, já que é a única produzida naturalmente a partir da exposição à luz solar. Estudos demonstram que os raios UVB é que ativam a síntese dessa substância pelo próprio organismo, com uma exposição diária de 10 a 15 minutos, sendo esse hábito capaz de fornecer 90% das nossas necessidades de vitamina D.

De acordo com a Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia, os valores recomendados dessa vitamina são de 30 ng/mL, porém esses números passaram por revisão, e atualmente são aceitos os valores a partir de 20 ng/mL, sem a necessidade de suplementação em alguns casos. Valores abaixo de 20 ng/mL (hipovitaminose D) são considerados de risco para uma série de condições, necessitando de acompanhamento e orientação médica.

A deficiência do nutriente é apontada como um problema mundial, e, no Brasil, ocorre em taxas elevadas nas mais variadas faixas etárias.

VITAMINA D BAIXA – QUAIS SÃO OS SINTOMAS?

É comum que a Vitamina D baixa fique evidente a partir de alguns sinais e sintomas, como dores nos ossos, músculos e nas costas, sensação de fadiga, espasmos musculares, adoecimento frequente, queda de cabelo e cicatrização lenta de ferimentos. Além dos sintomas físicos, estudos apontam que sintomas depressivos podem estar relacionados à sua falta. Por outro lado, o indivíduo pode ser assintomático, ficando ainda mais exposto à possibilidade do desenvolvimento de doenças relacionadas, por não notar que algo está errado – além da osteoporose e maior suscetibilidade a fraturas, estudos indicam que a vitamina D baixa pode estar ligada ao desenvolvimento de doenças como diabetes mellitus insulinodependente, doença inflamatória intestinal, esclerose múltipla e lúpus, por exemplo.

FUNÇÕES DA VITAMINA D

A vitamina D é fundamental para a manutenção de ossos fortes, regulando a quantidade de cálcio e fósforo em nosso organismo. Estudos e pesquisas também sugerem seus benefícios para a saúde dos músculos – incluindo o coração – sistema imunológico, prevenção do diabetes, prevenção de doenças autoimunes e também de alguns tipos de câncer. Além disso, a manutenção dos níveis de vitamina D é indispensável para uma gestação mais segura. Mais de 50% das mulheres grávidas apresentam deficiência de vitamina D em diferentes graus, sendo consensual a necessidade de suplementação nesses casos, atendendo às necessidades da mãe, e também do feto, o qual depende exclusivamente da vitamina D materna.

Assim, podemos destacar como principais funções da Vitamina D:

  • Regula o metabolismo ósseo;
  • É importante para a imunidade;
  • É necessária para a saúde cardiovascular e contração muscular;
  • Auxilia na prevenção de doenças crônicas;
  • Ajuda no tratamento e prevenção da depressão;
  • É indispensável ao longo da vida da mulher.

Talvez você também se interesse por este assunto – Fontes de zinco e seus benefícios.

QUANDO SUPLEMENTAR COM VITAMINA D3 (COLECALCIFEROL)

A Vitamina D3 (colecalciferol) é um suplemento indicado para auxiliar na obtenção dos níveis necessários de Vitamina D, sendo esta a sua forma mais ativa e recomendada para a reposição.

A concentração de Vitamina D no organismo é detectada a partir de exame de sangue específico para essa finalidade (exame de hidroxivitamina D ou 25(OH)D), o qual pode ser solicitado pelo médico em uma consulta de rotina. Sendo detectada a deficiência do nutriente, é indicada a suplementação para que sejam normalizados seus níveis.

Os cuidados preventivos devem ser tomados desde cedo, entre eles manter a exposição solar de 15 minutos ao dia, priorizar uma alimentação balanceada e que contemple alimentos aliados da absorção dessa vitamina, como os cogumelos, salmão e gema de ovo, além de realizar exames de rotina para detectar precocemente qualquer alteração.

***Este conteúdo possui fins informativos. Antes de iniciar qualquer tratamento, consulte sempre um profissional de saúde habilitado.

Fontes Consultadas: Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (SBEM) | Instituto Nacional da Saúde da Mulher, da Criança e do Adolescente | Hospital Sírio-Libanês.